FANDOM


Ceuazul

Éter ou Acmon era a divindade do ar brilhante do dia

Na mitologia grega, Éter (do grego Αἰθήρ, Aithêr, derivado de aíthein, "queimar", "fazer brilhar", pelo latim Æther) ou Acmon, Acmão (do grego Ακμων, Akmôn, derivado de akmê, "zênite" ou de akmatos, "incansável"), era um dos deuses primordiais. Personificava o brilhante céu superior, a envolver o Cosmos e separá-lo da confusa escuridão do Tártaro. Na Teogonia de Hesíodo, Éter é filho de Érebo e Nix e irmão de Hêmera, mas Higino o considera filho de Caos e os poemas órficos o fazem filho de Chronos e Ananke e o consideram a alma do mundo, da qual toda a vida emana.

Para os poetas Calímaco e Alcman e para Cícero, Éter ou Acmon era pai de Urano, chamado por eles Acmônida, assim como seus descendentes. Higino o considera pai de Gaia, Urano e Talassa, nascidos de Hêmera e também de Algos (dor), Dolos (dolo), Lissa (ira), Pento (luto), Pseudólogo (mentira), Horco (juramento), Poine (Vingança), Intemperança, Anfilogia (altercação), Lete (esquecimento), Aérgia (Preguiça), Deimos (medo), Soberba, Incesto e Hismine (pugna), todos nascidos de Gaia. Aristófanes o considera pai das Néfelas.

A cada dia, Hêmera dispersava as brumas escuras de Érebo, arrastadas dos abismos profundos do Hades pela sua mãe Nix, para trazer o dia ao mundo. Uma bloqueava a luz de Éter ("brilho", "céu azul") e a outra a revelava. Nessa antiga concepção cosmogônica, noite e dia eram vistos como independentes do Sol: o brilhante Éter e não o astro-rei era a fonte do dia. O Éter era também o brilhante e puro ar superior que os deuses respiram, em contraste com o ar incolor e espesso (grego Ἀήρ, latim aer) respirado pelos mortais e com o ar inferior e escuro do Érebo. Era ainda visto como a muralha defensiva de Zeus, a fronteira que separava Tártaro do resto do cosmos.

Como Tártaro e Érebo, Éter tinha santuários mas não templos e provavelmente não era cultuado.

Éter como elemento Editar

A filosofia aristotélica, mais tarde, veio a considerar o Éter como um quinto elemento do qual seriam compostos o céu e os corpos celestes, em oposição aos quatro elementos do mundo sublunar (a Terra e sua atmosfera). Enquanto estes quatro elementos tendiam a cair (terra e água) ou subir (ar e fogo) para seu "lugar natural", a propriedade do éter seria manter-se eternamente em movimento circular, considerado perfeito.

Referências Editar

  • Junito de Souza Brandão, Dicionário Mítico-Etimológico da Mitologia Grega, Vozes, Petrópolis 2000.
  • Theoi: Aither [1]
  • Wikipédia (em inglês): Aether (mythology) [2]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória