Fandom

Fantastipedia

Anansi

858 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar
Anansi goblin.jpg

Anansi, a aranha e o Duende do rio, marionetes de sombras de Deb Chase (Oregon Shadow Theatre)

Anansi, "aranha" em akan, a língua dos ashanti, é um deus, herói trapaceiro e herói civilizador dos ashanti. No folclore afro-americano influenciado pelos ashanti, principalmente nos EUA e Caribe, tornou-se um personagem de contos populares que toma diferentes formas, aspectos e nomes e às vezes é do sexo feminino. As variantes do seu nome incluem Anancy (Jamaica e Granada), Anancyi, Ananansa, Ananse, Aunt Nancy (na Carolina do Sul, Aunt Nancy é às vezes usado como nome folclórico para a aranha), Hanansi, Compé Anansi, Kweku Anansi (Akan), Nansi, Anansiil e B'anansi (Suriname). Às vezes, tem uma esposa conhecida como Aso ou Senhora Anansi.

Entre os ashanti, Anansi é filho da deusa da fertilidade Asase Ya e do deus do céu Nyame, em nome do qual preparou a matéria dos primeiros humanos e criou o Sol, a Lua e as estrelas. Em seguida, Nyame insuflou a vida nos humanos e, como herói civilizador, Anansi lhes trouxe os cereais e a enxada.

As façanhas deste personagem criaram contos populares na África Ocidental, que alcançaram as Antilhas, o Haiti e a América do Sul. Anansi engana animais, humanos e deuses (pode tomar qualquer forma), mas seu maior trunfo é o seu profundo conhecimento psicológico de suas vítimas.

Uma das histórias chama-se "Baú de Anansi". Um dia, o herói, temendo pelo futuro de sua tribo, decide partir em uma aventura que prometia tesouros inimagináveis; teceu uma longa trama do chão ao céu e foi ter no castelo de um gigante de voz tonitruante e comportamento ardiloso, que lhe conferiu três trabalhos que testassem resistência, inteligência e honra.

Anansi venceu cada uma das provas que lhe foram demandadas e retornou ao palácio para receber seu prêmio de direito. Muito espantado, o gigante não acreditava que um velho, enfraquecido por agruras de uma vida miserável, pudesse ter-se saído tão bem nas provações em que outros tantos tombaram. Por isso mesmo, após a estupefação inicial, decidiu entregar-lhe seu maior tesouro - um baú -, recomendando-lhe apenas que só o abrisse quando chegasse ao centro da aldeia.

Anansi, apesar da curiosidade e imaginando todos os possíveis tesouros que ali estariam, desceu pela trama, alcançando sua aldeia. Qual seu espanto, quando, ao abrir a tampa, pularam de lá as mais lindas histórias, que saíram correndo e se espalharam pelos quatro cantos do mundo.

Referências Editar

  • Jean Chevalier e Alain Gheerbrant, Dicionário de Símbolos, Rio de Janeiro: José Olympio, 1988.
  • Wikipedia (em inglês): Anansi [1]
  • Cláudia Araújo, site "Meio do Céu" [2]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória