FANDOM


Irukere

Iruquerês (artesanato cubano)

O iruquerê ou eruquerê (do iorubá irukèrè, de iru "rabo" + kèrè "de pouca importância") é uma espécie de cetro feito com pelos de rabo de touro ou búfalo, presos a um pedaço de couro duro, constituindo um cabo revestido de couro fino e ornado com cotas apropriadas e cauris, que supostamente detém poderes sobrenaturais. Era usado por reis e posto, diante da boca, quando era preciso dirigir-se aos súditos.

É preparado com pós e remédios de diversos tipos, assim com folhas e fragmentos triturados de animais sacrificados. Antes de serem presas ao iruquerê, as raízes dos pelos devem, durante algum tempo, ser imersas num pote com uma combinação de elementos que constituem um axé especial, que lhe permitirá adquirir os poderes necessários à sua finalidade.

Não se trata apenas de um emblema profilático: tem o poder de controlar e manejar todo tipo de espíritos da floresta. Nenhum caçador iorubá ousaria aventurar-se na floresta sem o seu iruquerê.

Como emblema de Oxóssi, tem um significado semelhante ao do xaxará de Obaluaiê. Da mesma forma que as nervuras das palmas representam ancestrais ou espíritos das árvores e da terra, os pelos do rabo - da parte posterior, do poente, do passado, - também representam os ancestrais, os espíritos de animais e todo tipo de espíritos da floresta.

Um emblema semelhante é usado por Oiá, associada à floresta, aos animais e aos espíritos que a povoam, bem como aos ancestrais masculinos que ela dirige a maneja.

Referência Editar

  • Juana Elbein dos Santos, Os Nagô e a Morte. Petrópolis: Vozes, 1975.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória