FANDOM


Eu sou Vanilda Fernandes Firmo, adoro lendas e tento resgatar, escrendo as lendas que eu ouvi quando crianças, contadas por pessoas mais velhas, mais experientes e muito divertidas

vanilda_mh@yahoo.com.br

www.facebook.com/vanilda.firmo

Na zona rural, não faltam histórias e lendas, que na boca dos bons cantadores de “causos” o acontecido ganha proporções, porque eles soltam a imaginação pelo prazer do conto e se diverte com a cara assustada dos ouvintes.  O mandruvá também tem uma lenda rural muito contada pelo povo mais velho e mais experiente, que jura ser verdade e aconteceu lá na zona rural da nossa região, no município de Lagoa Formosa/MG, mas não contavam quem era a moça, senão dava morte na certa, porque o pai dela era um sujeito muito “brabo” Aff! Me safei dessa, eu não tinha pai.

Na zona rural, não faltam histórias e lendas, que na boca dos bons cantadores de “causos” o acontecido ganha proporções, porque eles soltam a imaginação pelo prazer do conto e se diverte com a cara assustada dos ouvintes.  O mandruvá também tem uma lenda rural muito contada pelo povo mais velho e mais experiente, que jura ser verdade e aconteceu lá na nossa região, mas não contavam quem era a moça, senão dava morte na certa, porque o pai dela era um sujeito muito “brabo” Aff! Me safei dessa, eu não tinha pai.

Reza a lenda que uma jovem foi ao quintal da sua casa e como sempre fazia, ela se deitou no gramado, mas neste dia ela viu um mandruvá e se encantou com suas cores, formas e seus movimentos e o bicho também parecia ter se encantado com ela. Os dois ficaram muito tempo se olhando até que ela sentiu-se hipnotizada, se cansou e adormeceu. A partir daquele dia ela começou a sentir estranhos mal estar e sua barriga cresceu, como se estivesse grávida e ainda teve de aguentar os xingamentos da mãe, que acusava a pobre menina de ter “comido o doce antes da festa”, porém ela jurava que não aconteceu nada e como podia acontecer se nem namorado ela tinha!

Mais alguns dias se passaram e a garota deu desejo de tomar um copo de leite, a mãe esbravejando foi buscar o leite, mas a garota sentia fortes dores, então se deitou e deixou o copo de leite próximo da cama, para tomar mais tarde, mas para seu desespero ela sentiu alguma coisa se mexendo dentro dela e saindo do meio das suas pernas, então ela viu alguns  mandruvás saírem da sua barriga e seguir rumo ao copo de leite.

Desesperada ela gritou a mãe, que vendo aquilo, ficou estarrecida, mas diante do sofrimento da filha, ela saiu correndo para chamar sua comadre que também era parteira e esta que nunca tinha ajudado parir mandruvá teve uma ideia: Pediu que lhe trouxesse uma bacia com leite, que foi colocada entre as pernas da moça e dezenas de mandruvás foi saindo da barriga da mulher direto para dentro da bacia de leite.

Deve ser por isso que as jovens mulheres da roça tinham pavor de mandruvá e nunca pulavam por cima de bicho, preferindo cortar caminho no meio do capim e até se espetar nos espinhos, pois era melhor um espinho no pé, que um mandruvá na barriga.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória