FANDOM


Leuke, Leuce, Ilha Branca (do grego Nêsos Leukê, latim Insula Alba) ou Pedra Branca (do grego petra Leuka) é uma ilha que teria servido de túmulo e santuário a Aquiles e Pátroclo. Veio depois a se confundir com o mito das Ilhas Afortunadas (em grego, μακάρων νῆσοι, nêsoi makárôn, em latim Fortunatae Insulae), ou Campos Elísios (do grego Pedios Êlysion, provavelmente do verbo eleusô ou eleuthô, "aliviar" ou "libertar").

Leuke, a Ilha Branca, no mito Editar

Homero, na Odisseia (canto XXIV) menciona uma "Pedra Branca":

Do mesmo modo que os morcegos, pelo fundo de uma gruta divina, quando um deles se desprende da rocha a que estava agarrado, dão pequenos guinchos e esvoaçam, assim era o ruído que faziam as almas atrás de Hermes, do deus benfazejo, que as conduzia pelos caminhos úmidos, na direção do curso do Oceano. Passada a Pedra Branca [petra Leuka], as portas do Sol [pylai Hêlioi] e a Terra dos Sonhos [demos oneiroi], rapidamente atingiram o Prado de Asfódelo, onde habitam as almas [psykhai], sombras [eidola] dos mortos.

Como Ilha Branca, ela volta a ser mencionadanas Etiópicas de Arctino de Mileto (século VIII ou VII a.C.) em fragmento citado na Crestomatia de Proclo:

Os aqueus [gregos em Troia] então enterraram Antíloco e dispuseram do corpo de Aquiles, enquanto Tétis (...) chorava seu filho, que ela depois tirou da pira e transportou para a Ilha Branca [nesos Leuke].

O pseudo-Apolodoro escreve, na Biblioteca (E5. 5) :

A morte de Aquiles foi um duro golpe para o exército [grego]. Eles o enterraram [na ilha Branca ] com Pátroclo, misturando os ossos dos dois homens. Diz-se que depois da morte, Aquiles foi viver com Medeia nas Ilhas Afortunadas.

Pausânias, na Descrição da Grécia (3.19.11-13), século II d.C., identificou a Ilha Branca com uma certa ilha consagrada a Aquiles na foz do rio Danúbio.

Vou contar também uma história que ouvi o povo de Crótona contar sobre Helena. O povo de Hímera também concorda com essa versão. No Euxino [Mar Negro], na foz do Ister [Danúbio], há uma ilha consagrada a Aquiles, chamada Ilha Branca [nesos Leuke] e sua circunferência é de vinte estádios. É coberta de árvores e abunda em animais, selvagens e domésticos e nela há um templo de Aquiles com sua imagem.
O primeiro a navegar para lá, segundo a lenda, foi Leônio de Crótina [figura histórica do final do século VII a.C. e início do VI a.C.]. Havia guerra entre o povo de Crótona e os lócrios na Itália. Os lócrios, em virtude da relação entre eles e os opuntianos, invocaram Aias [Ajax], filho de Oileu, para ajudá-los na batalha. Assim, Leônimo, general do povo de Crótona, atacou o inimigo no ponto onde ouiu que Aias estaria na linha de frente. Leônimo foi ferido no peito e enfraquecido por seu ferimento, foi a Delfos. Quando ali chegou, a Pítia o enviou à Ilha Branca, dizendo-lhe que ali Aias lhe apareceria e o curaria da ferida.
Ele foi curado e retornou da Ilha Branca, onde, ele constumava dizer, viu Aquiles, assim como Aias, filho de Oileu, e Aias, filho de Telamon. Com eles, disse Leônimo, estavam Pátroclo e Antíloco; Helena estava casada com Aquiles e lhe disse para velejar até Estesícoro em Hímera e anunciar que a cegueira dela foi causada pela própria ira.

Antoninus Liberalis também a menciona nas Metamorfoses, 27 (século II d.C.), aparentemente já a confundindo com as Ilhas Afortunadas:

Depois, Ártemis levou Ifigênia [de Tauros na Cítia] à que foi chamada Ilha Branca [Nesos Leuke] para estar com Aquiles e a transformo em uma divindade imortal, chamando-a Orsilóquia [Auxiliar do Parto] em vez de Ifigênia. Ela se tornou companheira de Aquiles.

Sérvio (século IV d.C.), ao comentar as Éclogas de Virgílio, escreve:

A ninfa epônima da Ilha Branca era Leuke, filha de Oceano, que foi levada por Hades. Depois da morte, ela foi transformada em álamo branco no Elísio. O álamo branco era consagrado a Hades. Quando Héracles retornou do submundo, ele estava coroado com folhas de álamo.

Localização Editar

Island zmeinyi

Ilha das Serpentes no Mar Negro, identificada com a antiga "Ilha Branca" do santuário de Aquiles

Leuke, a Ilha Branca do mito, foi identificada com uma ilha no Mar Negro hoje conhecida como Острів Зміїний, Ostriv Zmiyinyi, em ucraniano e Insula şerpilor, "Ilha da Serpente", em romeno. É uma ilha calcária de 0,17 km² e 100 habitantes que pertence à Ucrânia e fica próxima do delta do Danúbio e da fronteira com a Romênia.

O nome grego de Nêsos Leukê e o latino de Insula Alba deviam-se provavelmente às formações de mármore branco abundantes na ilha. A desabitada Ilha de Aquiles, para onde os restos de Aquiles e Pátroclo teriam sido levados por Tétis, era o principal santuário do herói aqueu, onde, escrevia Constantine D. Kyriazis, em Eternal Greece, "aves marinhas mergulhavam suas asas na água para limpar os templos". Muitos templos de Apolo Trácio podem ser encontrados ali e há ruínas submersas. Ovídio, banido para Tômis, menciona a ilha, assim como Ptolomeu, Estrabão e a História Natural de Plínio (IV.27.1.).

Ruínas atribuídas a um templo quadrado dedicado a Aquiles, com 30 metros de lado, foram descobertas pelo Capitão Kritzikly em 1823.

Muitas inscrições antigas foram encontradas na ilha, inclusive um decreto Olbiopolitano do século IV a.C. que agradece a alguém por derrotar e expulsar os piratas que viveram na "ilha sagrada".

Referências Editar

  • Theoi: Elysium, Island of the Blessed [1]
  • Achilles [2]
  • Wikipedia (em inglês): Snake Island (Black Sea) [3]

Ver também Editar

Ilhas Afortunadas

Campos Elísios

Ilha de São Brandão

Ilha Brasil

Avalon

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória