Fandom

Fantastipedia

Maia

855páginas
nesta wikia
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Hermes Maia Staatliche Antikensammlungen 2304.jpg

Hermes com Maia, detalhe de ânfora grega, de Nikoxenos (500 a.C.)

Vulcanma.jpg

Vulcano e Maia, de Bartholomaeus Spranger (1570-75)

Maia (do grego Maîa, "mãezinha", usado também para amas, avós, parteiras e senhoras idosas) é, na mitologia grega, a mais velha das Plêiades que, unida a Zeus, foi mãe de Hermes. Na mitologia romana, uma antiga deusa itálica, filha de Fauno e esposa de Vulcano. Apesar de não estarem relacionadas na origem, foram identificadas uma com a outra no sincretismo greco-romano.

Maia grega Editar

Maia era uma das ninfas Plêiades do monte Cilene, na Arcádia, a mais velha, bela e tímida. Unida a Zeus, foi mãe de Hermes. O poeta Simônides de Ceos cantou sobre a Maia oreias "de vivos olhos negros". Ésquilo a identificou repetidamente com Gaia.

Segundo o Hino a Hermes eu sou maia gosto de rola

atribuído a Homero, Zeus aproximou-se dela no segredo da noite para gerar Hermes, pois ela vivia em uma caverna de Cilene para evitar a companhia dos deuses.

Maia ambém aparece em uma das versões do mito de Calisto como ama de Arcas, depois que sua mãe Calisto foi transformada em ursa por Hera.

Maia, como suas irmãs, foi transformada em pomba e depois em estrela, para escapar da pre

seguição de Órion.

Maia romana Editar

Na mitologia romana, Maia ou Maia Maiestas é uma antiga divindade itálica, filha de Fauno e esposa de Vulcano, identificada às vezes com Bona Dea, com Fauna ou com Ops, mas sem nenhuma relação com a Maia grega. Como deusa da primavera, deu nome ao mês de maio. Os dias 1º e 15 de maio eram consagrados a Maia. No 1º de maio, o flâmine de Vulcano lhe sacrificava uma porca grávida, sacrifício adequado também para uma deusa da terra como Bona Dea. A deusa era acessível apenas às mulheres e os homens eram excluídos de seus perímetros sagrados.

A identificação das Maias grega e romana só se deu muito mais tarde, a partir do século III a.C., isto é, com a helenização de Roma, traduzida no sincretismo greco-latino.

Referências Editar

  • Junito de Souza Brandão, Dicionário Mítico-Etimológico da Mitologia Grega, Vozes, Petrópolis 2000.
  • Wikipedia (em inglês): Maia (mythology) [1]

Também no Fandom

Wikia aleatória