FANDOM


Poros (em grego Πόρος, “senda”, “caminho”) era, na mitologia grega, o Daimon que personificava a oportunidade, a conveniência, os meios para conseguir algo e a utilidade. Portanto, sua Daimon oposta seria Aporia, a dificuldade.

A versão órfica afirma que Poros e seus irmãos, Penia e Tecmor nasceram de Thesis (a criação). Platão recolhe uma tradição posterior na qual esta deusa se identifica com Métis, o poder da geração, e com o nome de Thesis-Métis a faz mãe de Poros e de Penia, narrando à continuação uma romântica versão de como nasceu o amor:

Quando nasceu Afrodite, os deuses banquetearam, e entre eles estava Poros, filho de Métis. Depois de terem comido, chegou Penia para mendigar, porque tinha sido um grande banquete, e ela estava perto da porta. Aconteceu que Poros, embriagado de néctar, dado que ainda não havia vinho, entrou nos jardins de Zeus e, pesado como estava, adormeceu. Penia, então, pela carência em que se encontrava de tudo o que tem Poros, e cogitando ter um filho de Poros, dormiu com ele e concebeu Eros. Por isso, Erostornou-se seguidor e ministro de Afrodite, porque foi gerado durante as suas festas natalícias; e também era por natureza amante da beleza, porque Afrodite também era bela. Em muitas ocasiões se reveste de pobreza e vaga pelas ruas. Como seu pai, atenta contra a riqueza e o bem estar, fazendo com que os homens pelejem uns contra os outros.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória