FANDOM


Greekworld.jpg

A concepção grega de mundo, com o Tártaro abaixo do Hades

Tártaro (do grego Τάρταρος, Tártaros) é um abismo insondável sob a Terra, onde eram aprisionados os piores inimigos dos deuses.

Na Teogonia de Hesíodo, Tártaro é, ao lado de Caos, Gaia e Eros, um dos elementos primordiais do cosmos. Unindo-se a Gaia, foi pai dos monstros Tífon e Équidna, aos quais se acrescentam, por vezes, a águia de Zeus e Tânatos, o dáimon da morte.

Nos poemas homérico e na Teogonia, o Tártaro é imaginado como o local mais profundo das entranhas da Terra, localizado muito abaixo do próprio Hades, isto é, dos infernos onde ficavam as sombras dos mortos. Na Ilíada, Zeus reúne a assembléia dos deuses e ameaça lançar "no Tártaro escuro, a voragem profunda de soleira de bronze e portas de ferro" qulquer dos imortais que se atrevesse a lutar do lado dos aqueus ou dos troianos.

O Zeus da Ilíada acrescenta que a distância que separa o Hades do Tártaro é a mesma que existe entre Gaia e Urano, quer dizer, entre a Terra e o Céu. Já na Teogonia, Hesíodo afirma que uma bigorna de cobre caindo do Céu levaria nove dias antes de cair na Terra, e mais nove dias para cair da Terra ao Tártaro. E na Eneida, Virgílio diz que o abismo do Tártaro, cercado pelo rio Flegetonte, uma tríplice muralha e um portal protegido por colunas de adamanto, guardado por uma hidra de 50 cabeças, se estende sob a terra duas vezes mais longe do que a distância da terra dos vivos ao Olimpo.

Era nessa vasta e horrenda prisão que as diferentes gerações divinas lançavam seus inimigos. Os prisioneiros a visitá-la foram os Ciclopes Arges, Estérope e Brontes, que lá foram aprisionados por Urano. Após a vitória de Crono sobre o pai, os Ciclopes foram libertados a pedido de Gaia, mas por pouco tempo. Crono, que os temia, mandou-os devolta às trevas, em companhia dos Hecatônquiros. Só foram libertados em definitivo por Zeus que se aliou aos três Ciclopes na luta contra os Titãs, chefiados por Crono e contra os Gigantes.

Derrotados por Zeus, foi a vez de os Titãs descerem ao mais tenebroso dos cárceres. Tiveram por guardiões seus inimigos figadais, os Hecatônquiros Coto, Gias ou Giges e Egéon ou Briareu.

Referências Editar

  • Junito de Souza Brandão, Dicionário Mítico-Etimológico da Mitologia Grega, Vozes, Petrópolis 2000.
  • Wikipedia (em inglês): Tartarus [1]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória