FANDOM


Zomadônu, cujo nome significa em fon "Não se põe fogo na boca" era um tohossu, ou seja um bebê deformado filho do rei Akabá (1680-1704) do Daomé.

Segundo a lenda, Zomadônu, junto de Kpelu, tohossu nascido do rei Agadjá (1708-1732) e Adomu, tohossu filho do rei Tegbessu (1732-1775) invadiram Abomé liderando um exército de tohossus que mataram indiscriminadamente os cidadãos. Os sobreviventes fugiram apavorados, ficando apenas um homem chamado Abadá Homedovó, que sofria de elefantíase. A vida do homem foi poupada, graças à amizade que ele tinha com Azaká, um tohossu da cidade de Savalu. Ele foi curado por Zomadônu, e ensinado por ele nos mistérios para se propiciar a boa vontade dos tohossu reais. Após isso, o exército dos temíveis pigmeus monstruosos abandona Abomé e entrou no rio.

Com Abadá Homedovó começou o culto dos tohossu reais de Abomé, com Zomadônu sendo o principal deles. É considerado o guardião do bairro real de Abomé e seu hunkpame principal fica no bairro de Legó. Na Diáspora, o nome de Zomadoônu é conhecido tanto no vodu haitiano, como no Tambor de Mina, onde é o patrono do terreiro da Casa das Minas, em São Luís do Maranhão.

Referências Editar

  • Wikipédia: Zomadonu [1]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória